Após homologar alguns celulares e acessórios na Anatel, a Realme já planeja começar a vender seus smartphones no Brasil. Por enquanto, a empresa ainda não definiu possíveis valores e nem uma data específica para comercializar aparelhos por aqui, mas os objetivos são bastante ambiciosos.

A meta da fabricante chinesa é oferecer a melhor relação custo-benefício no mercado brasileiro e, assim, entrar no top 3 das marcas de smartphones do país. A empresa competirá com LG, Xiaomi, Motorola e Samsung, que já são consideradas consolidadas no segmento de celulares.

publicidade

Realme/Reprodução

A Realme também tem aparelhos mais sofisticados em seu portfólio, como Realme X2 Pro. Imagem: Realme/Reprodução

Embora não tenha especificado quais modelos serão comercializados no Brasil, as vendas podem começar já em dezembro. Além disso, a empresa pode lançar dispositivos IoT, assim como a Xiaomi. É a mesma estratégia adotada em outros países, como a Índia. A Realme já está recrutando profissionais em São Paulo, como podemos ver no LinkedIn

Fabricante compete com Xiaomi na Ásia

Apesar de ser relativamente jovem, a Realme conquistou consumidores na Índia e em outros mercados asiáticos ao oferecer bom custo-benefício em seus aparelhos. Com isso, se destacou por competir diretamente com a Xiaomi, com dispositivos que caíram no gosto e ganharam a confiança do público.

A Counterpoint Research divulgou um relatório com um ranking de confiança do consumidor, no qual mostra que a Realme tem o cuidado de manter os dispositivos atualizados no intuito de evitar ciberataques. Dessa forma, a empresa chinesa ocupa o terceiro lugar de confiabilidade, atrás de Nokia (1º) e Samsung (2º).  

A Realme deve oferecer aparelhos básicos e também alguns mais complexos, como o Realme X2 Pro, que tem o poderoso processador o Snapdragon 855+, da Qualcomm, e até 12 GB de RAM. Este smartphone vem com uma tela de 6,5 polegadas com resolução Full HD+ (1080 x 2400 pixels) e uma câmera frontal com sensor de 16 MP.

Apesar da falta de detalhes concretos, o público brasileiro pode não precisar esperar muito para conhecer mais da Realme, especialmente se a previsão do início das vendas já em dezembro for concretizada.

Fonte: Realme