EnglishPortugueseSpanish
publicidade

A PUBG Corporation, criadora do game de mesmo nome, anunciou o retorno de PUBG Mobile para a Índia, em versão customizada para o mercado local. Além disso, foi anunciado um investimento de US$ 100 milhões na popularização do jogo no país asiático.

O jogo está fora do segundo maior mercado de usuários conectados do mundo desde que o governo indiano baniu mais de 200 empresas multinacionais com ligações com o governo chinês de manterem seus negócios no território nacional.

publicidade

O jogo PUBG Mobile foi um dos bloqueados no período. Mais de 50 milhões de usuários ficaram impossibilitados de jogar o game desde então, o que representa grandes perdas para os desenvolvedores do título, que apostam nos ganhos com microtransações para aumentar a receita.

Reprodução

publicidade

A Índia é um dos mais importantes mercados para os produtores do PUBG. Foto: AJP/Shutterstock 

“Graças ao enorme entusiasmo da comunidade pelos jogos competitivos PUBG na Índia, a empresa também planeja fazer investimentos hospedando eventos esportivos exclusivos da Índia” afirmou a Krafton, companhia-mãe da PUBG Corporation, em declaração oficial.

O objetivo de reatar os laços com o governo indiano também levou a PUBG Corporation a cancelar a distribuição do game com a Tencent no mercado local. Isto se deu pela empresa ser vista como uma aliada da China, e este fato representar ameaça a segurança dos dados de usuários do país. O cancelamento ocorreu em menos de uma semana do banimento oficial, mas não foi o suficiente para resolver a situação.

Em nota, a PUBG Corporation afirma que com “a privacidade e a segurança dos dados dos jogadores indianos sendo uma prioridade para a PUBG Corporation, a empresa realizará auditorias e verificações regulares nos sistemas de armazenamento que mantêm informações de identificação pessoal dos usuários indianos para reforçar a segurança e garantir que seus dados são gerenciados com segurança”.

O investimento de US$ 100 milhões em criação de uma comunidade de jogadores ativos, com divisões profissionais e campeonatos nacionais é uma forma de mostrar interesse em um dos maiores mercados que o game possui, além de ser um aceno ao governo indiano.

Fonte: TechCrunch