Jeff Bezos, o fundador e CEO da gigante Amazon, anunciou nesta segunda-feira (16) que fará a sua primeira doação do Fundo Bezos Earth. Ao todo, US$ 791 milhões serão distribuídos entre 16 organizações que atuam no combate às mudanças climáticas. O anúncio do empresário foi feito por meio da sua conta no Instagram.

De acordo com a publicação, o CEO da Amazon disse que passou os últimos meses aprendendo sobre a questão climática e o seu impacto mundial. “Hoje, tenho o prazer de anunciar os primeiros destinatários do Fundo Bezos Earth: 16 organizações que trabalham em soluções inovadoras, ambiciosas e dinâmicas (..) Todos nós podemos proteger o futuro da Terra tomando medidas ousadas agora”, escreveu.

publicidade

O fundo faz parte de um plano de doação anunciado por Bezos em fevereiro deste ano, que promete destinar até US$ 10 bilhões a cientistas, ONGs e ativistas ligados ao movimento verde. 

A revista Forbes fez um levantamento de todas as associações que receberão os valores doados. Algumas delas são: ‘The Climate and Clean Energy Equity Fund’ (US$ 43 milhões); ‘ClimateWorks Foundation’ (US$ 50 milhões); ‘Dream Corps Green For All’ (U$ 10 milhões); ‘Eden Reforestation Projects’ (US$ 5 milhões); ‘Energy Foundation’ (US$ 30 milhões); ‘World Resources Institute’ (US$ 100 milhões) e ‘World Wildlife Fund’ (US$ 100 milhões).

‘Compromisso do Clima’

Antes do Fundo Bezos Earth, a Amazon havia anunciado o ‘The Climate Pledge‘ (‘Compromisso do Clima’, em tradução livre), promessa da empresa com o meio ambiente.

Segundo o que foi anunciado em novembro de 2019, de acordo com a medida, a Amazon passaria a ser uma empresa “verde”, não contribuindo com a emissão de carbono, e que seria única e exclusivamente movida por meio de energias renováveis. 

A companhia prevê que as mudanças entrem em vigor até o ano de 2040, 10 anos antes do prometido pelo Acordo de Paris

Via: Forbes