EnglishPortugueseSpanish
publicidade

Por conta do conflito entre os Estados Unidos e China, a Apple é uma das empresas norte-americanas que tentam reduzir a dependência de peças vindas de fábricas chinesas. Para tentar contornar isso, a companhia começou a expandir sua produção para outros países, como a Coreia do Sul. Essa manobra começou a ser vista nos novos iPhones.

Isso foi observado durante uma desmontagem de um iPhone 12 Pro feita pelo site Nikkei. Foi descoberto que o preço médio do smartphone para a Apple é de US$ 406 (R$ 2.180 em conversão direta), isso apenas observando os componentes presentes no dispositivo.

publicidade

Além disso, o site aponta que os novos aparelhos contam com quase 27% de peças vindas da Coreia do Sul. Isso representa um aumento de 9% em relação ao número de componentes sul-coreanas presentes no smartphone do ano passado – o iPhone 11.

É bastante interessante observar também que a participação de peças da Coreia do Sul agora supera o total combinado de componentes feitos nos Estados Unidos – estima-se que o percentual de peças dos EUA seja de 22%.

Esse aumento de itens sul-coreanos se deve principalmente à decisão da empresa de adotar telas OLED para os novos modelos de iPhone, fornecidas pela Samsung e LG, ambas sediadas na Coreia do Sul e líderes na categoria.

Além das telas, a Samsung passou a fornecer chips de memória à Apple para os iPhones 12. Outra empresa importante para a companhia da maçã é a Sony, que oferece as três lentes de câmera utilizadas nos smartphones. Com essas mudanças, os componentes fabricados na China representam menos de 5% do valor total dos aparelhos.

publicidade

Vendas no Brasil

Nova linha iPhone 12 traz proteção contra água e tela mais resistente com Ceramic Shield. Imagem: Apple/Divulgação

A Apple iniciou as vendas da linha iPhone 12 no Brasil na última sexta-feira (20). A estimativa de envio, de acordo com o site da Apple, é de duas a três semanas aos consumidores.

A nova linha é composta pelo iPhone 12, 12 mini, 12 Pro e 12 Pro Max. Todos os modelos trazem telas com tecnologia OLED e um novo design. Agora, no lugar nas laterais arredondadas, a Apple trouxe um aspecto plano que lembra modelos como o iPhone 5. Os quatro, inclusive, são compatíveis com 5G.

Os preços da nova geração também subiram em relação à última. Na explicação da Apple, a flutuação do dólar, moeda em que os preços do iPhone são baseados, é um dos principais fatores. Por isso, pela primeira vez, o iPhone passa dos R$ 10 mil – dependendo do modelo. Todos os preços, de todas as variantes, podem ser consultados na tabela a seguir:

Modelo

64 GB

128 GB

256 GB

512 GB

iPhone 12 mini

R$ 6.999

R$ 7.499

R$ 8.499

 

iPhone 12

R$ 7.999

R$ 8.499

R$ 9.499

 

iPhone 12 Pro

 

R$ 9.999

R$ 10.999

R$ 12.999

iPhone 12 Pro Max

 

R$ 10.999

R$ 11.999

R$ 13.999

Via: GizmoChina