EnglishPortugueseSpanish
publicidade

A Qualcomm revelou nesta quarta-feira (2) o novo Snapdragon 888, o chipset que deve ser o padrão para os smartphones tops de linha lançados ao longo de 2021. A plataforma conta com avanços não só em desempenho, mas também em questão de conectividade, especialmente com a ampliação das redes 5G pelo mundo.

A empresa destaca o novo modem Snapdragon X60, que visa melhorar o desempenho nas redes de internet móvel de quinta geração, com agregação de portadora, que visa melhorar a conexão conectando o celular a diversas frequências ao mesmo tempo em vez de apenas uma, permitindo atingir velocidades teóricas de 7,5 Gbps em uma conexão 5G. A Qualcomm também destaca suporte ao Wi-Fi 6 com até 3,6 Gbps de velocidade, além do Bluetooth 5.2, que amplia as capacidades de transmissão de áudio.

publicidade

O processador em si utiliza um processo de 5 nanômetros, que se tornou padrão entre chips tops de linha que usam a tecnologia ARM (é utilizado também pela Apple em seus novos Macs, por exemplo). A empresa destaca que o modelo teve um salto de 25% em desempenho de CPU com o Kyro 680 na comparação com a geração passada, enquanto a GPU Adreno 660 viu ganhos de 35% na renderização. A empresa diz que esses ganhos também são acompanhados de maior eficiência no uso de energia, o que é uma boa notícia para a bateria dos celulares.

Para quem costuma jogar no celular, o Snapdragon 888 conta com Variable Rate Shading (VRS), uma tecnologia que permite focar esforços de renderização em partes mais exigentes de uma imagem, trazendo ganhos de desempenho gráfico. É a primeira vez que a tecnologia é trazida para celulares. Segundo a empresa, o uso do VRS proporciona 30% de ganhos na renderização de jogos. Além disso, o chipset também inclui tecnologia para reduzir em 20% a latência no toque, reduzindo o atraso entre o momento que o jogador encosta na tela e a resposta do jogo, o que deve trazer vantagens em jogabilidade.

Um impacto frequentemente ignorado dos processadores de celulares é o que eles têm sobre a câmera do smartphone, especialmente quando as capacidades fotográficas de um smartphone são cada vez mais dependentes de algoritmos. A Qualcomm destaca ac capacidade de captar sinal de três câmeras ao mesmo tempo em uma velocidade de até 2,7 gigapixels por segundo. A tecnologia permite o registro de fotos de 12 megapixels em um ritmo de 120 quadros por segundo, ou capturar até 3 vídeos em 4K e HDR ao mesmo tempo. A empresa também destaca uma nova arquitetura para fotografia em baixa luz.

As câmeras também ganharão o benefício dos avanços em inteligência artificial conferidos pelo Snapdragon 888. O chipset utiliza a sexta geração do motor de IA da Qualcomm permite integrar a tecnologia a basicamente qualquer função do smartphone; além da fotografia, é possível integrá-la para melhorar assistentes de voz, conectividade e outros recursos. A companhia também destaca um recurso de baixo consumo de energia que permite ao celular o reconhecimento de contexto para realizar ações específicas como ativação da tela em momentos convenientes, ou detecção de movimento e até reconhecimento de áudio.

publicidade

Por fim, a Qualcomm incluiu ferramentas de segurança no Snapdragon 888, incluindo uma unidade de processamento seguro, visando o processamento local de arquivos, minimizando riscos de segurança, e o Wireless Edge Services, um serviço de nuvem que permitirá a aplicativos e serviços verificar a segurança do dispositivo. A empresa ainda destaca um novo método de isolar arquivos de diferentes aplicativos entre si e até entre sistemas operacionais distintos no mesmo aparelho.