A SpaceX — do bilionário Elon Musk — enviou ao espaço, no último sábado (19), o foguete Falcon 9 com um satélite espião do Escritório Nacional de Reconhecimento dos EUA (NRO), marcando seu último lançamento de 2020.

Sob a missão NROL-108, o foguete reutilizável Falcon 9 e o satélite decolaram às 9h (11h no horário de Brasília), partindo da plataforma 39A do Centro Espacial Kennedy da Nasa, localizado no Cabo Canaveral, na Flórida.

publicidade

Oito minutos após o lançamento, a primeira etapa do Falcon 9 retornou à superfície da Terra e pousou na Zona 1 do complexo espacial sem maiores complicações. A segunda etapa continua na missão.

Lançamento Falcon 9
Lançamento do Falcon 9 e do satélite espião do NRO foi um sucesso. Foto: SpaceX/Divulgação

A missão havia sido cancelada na última quinta-feira (17) devido a um problema de alta pressão no tanque de oxigênio líquido do estágio superior.

No entanto, o lançamento de sábado foi um sucesso e de acordo com a empresa de Musk, “todos os sistemas e o clima estiveram bem”.

A primeira etapa do Falcon 9 já havia participado de outras missões espaciais. Ela chegou a realizar duas missões comerciais de reabastecimento da SpaceX para a Estação Espacial Internacional (ISS) para a Nasa, mas também participou de um lançamento da Starlink e da operação Saocom 1B.

Por tratar-se de um lançamento militar secreto, não se sabe quais cargas foram transportadas no foguete.

Via: Renova Mídia