Depois de Elon Musk promover o uso do mensageiro Signal no Twitter, o aplicativo ganhou mais destaque.

No microblog, um dos seguidores do CEO da Tesla chegou a questionar se o executivo já havia contribuído com o financiamento do aplicativo, algo que pode tornar o mensageiro “mais popular e estável” no futuro.

publicidade

O bilionário confirmou que não só já havia doado, como pretende continuar investindo no Signal.

A promoção gratuita do aplicativo começou com a mudança nos termos de uso do WhatsApp. A partir de fevereiro, o mensageiro do Facebook vai passar a compartilhar dados pessoais dos usuários com outras plataformas da empresa.

O Signal, que diz prezar pela segurança e privacidade dos usuários, ultrapassou o WhatsApp nos últimos dias e agora lidera a lista dos apps “mais baixados” da Play Store no Brasil.