A nova onda de Covid-19 que está sendo vista em Manaus preocupa os profissionais de saúde que atuam na linha de frente do combate à doença.

Isso porque, ao que parece, a variante do vírus encontrada no estado é mais rápida e fatal em alguns casos.

publicidade

Os profissionais observam, inclusive, que o vírus está causando infecções mais graves, silenciosas e em menos tempo do que o que foi visto até então.

Além disso, o número de infectados jovens aumentou. Com base em dados de óbitos do estado, quatro em cada dez vítimas são pessoas com menos de 60 anos.

Com o que se acredita ser uma mudança no comportamento da doença em Manaus, o estado registra 40,1% de óbitos de pessoas mais jovens. Antes, esse total era de 36,5%.

Em relação ao aparecimento dos sintomas, também houve um encurtamento no tempo de agravamento dos casos. Inicialmente, os profissionais de saúde observaram que os primeiros sintomas graves apareciam por volta do décimo dia de infecção. Agora, há registros de que isso ocorre por volta do oitavo dia.

As mudanças no tempo de manifestação da doença têm preocupado diversas pessoas que lidam diretamente com pessoas infectadas pelo vírus. Há informações de que a saturação dos pacientes cai de maneira muito mais rápida e silenciosa.