EnglishPortugueseSpanish

Uma mulher que havia sido sequestrada em um estacionamento foi encontrada pela polícia de Selma, no Texas, Estados Unidos, graças a uma funcionalidade do Apple Watch que permite rastrear a localização.

A mulher havia discutido com um homem chamado Adalberto Longoria no dia 16 de dezembro de 2020 pois ele se recusou a entregar a chave de um caminhão e disse a ela para tirar suas coisas da carroceria do veículo. Quando ela foi fazer isso, Longoria teria se sentado no banco do motorista e ido embora com ela ainda na caçamba do caminhão. A vítima disse à polícia que ele parecia estar bêbado.

publicidade

Cerca de 10 a 15 minutos depois, a mulher ligou para sua filha pelo Apple Watch dizendo que um homem a havia sequestrado e queria machucá-la. Enquanto ela falava com a filha, o relógio inteligente foi repentinamente desconectado.

A mulher afirmou que gritou para Adalberto Longoria parar enquanto ele pisava no freio várias vezes, fazendo-a cair na caçamba do caminhão. Ela contou à polícia que o motorista ria toda vez que fazia isso.

Adalberto Longoria
Adalberto Longoria foi preso e acusado de sequestro. Créditos: Bexar County Sheriff’s Office

Ao dizer para ele que havia falado para a filha chamar a polícia, Longoria encostou o caminhão e finalmente a deixou sair. Ela, no entanto, disse que estava desorientada e não sabia exatamente onde estava. A filha chamou a polícia e disse que ouviu gritos vindos do estacionamento, mas não sabia para onde sua mãe foi levada.

Os policiais usaram um ping de emergência no celular para rastrear o Apple Watch da mulher. O relógio inteligente mostrou a localização da vítima, mas quando a polícia chegou o motorista do caminhão saiu correndo e pulou uma cerca para escapar. Ele só foi localizado e preso pela polícia na última quarta-feira (20), e agora enfrenta a acusação de sequestro.

publicidade

Fonte: Fox San Antonio