EnglishPortugueseSpanish

O analista Ming-Chi Kuo afirma que a Apple fechou uma parceria com a chinesa Sunny Optical para produzir o conjunto de lentes do iPhone 13. A empresa já teria concluído com sucesso a etapa de aprovação e testes, e também pode fabricar as lentes para os iPads deste ano.

Por ora, os pedidos para as lentes utilizadas nos iPhones se dividem entre três companhias diferentes: a Largan, a Genius Electronic Optical (Yujingguang) e a japonesa Kantatsu, que também produz lentes para alguns módulos de câmera da LG.

publicidade

Essa prática de contratar vários fornecedores do mesmo componente é uma medida de segurança da empresa de Cupertino. Se uma das companhias enfrenta algum problema, outra segue produzindo para não atrasar a fabricação de novos dispositivos.

O novo membro da lista aguarda apenas o sinal verde da Apple para iniciar o processo de desenvolvimento do componente.

Sensor ultrawide aprimorado

Apple iPhone 12 Pro Max
Conjunto atual de câmeras do iPhone 12 Pro Max. Imagem: Mr.Mikla/Shutterstock

Ming-Chi Kuo também indica pelo menos três melhorias importantes para o sensor de câmera ultrawide no próximo iPhone. A abertura, por exemplo, deve mudar de f/2.4 para f/1.8. Essa mudança vai permitir a entrada de mais luz no sensor, algo que deve influenciar de forma significativa na qualidade das imagens captadas em cenários com pouca luz.

Outra especulação indica uma mudança na quantidade de elementos no sensor grande-angular, passando de cinco para seis lentes diferentes. Esse pode pode melhorar a nitidez e evitar imagens tremidas. O sensor também pode ganhar o suporte para foco automático.

Ming-Chi Kuo diz que a teleobjetiva pode sofrer “mudanças dramáticas em 2022”. No próximo ano, a Apple deve adotar um novo design para o sensor, oferecendo zoom óptico de até 10 vezes.

Via: 9to5Mac