EnglishPortugueseSpanish

OMS: coronavírus pode não ter surgido na cidade chinesa de Wuhan

Redação 9 de fevereiro de 2021

Em território chinês desde 14 de janeiro para apurar possíveis origens do coronavírus, a equipe liderada pela Organização Mundial da Saúde finalmente deu um parecer sobre as investigações.

O vírus pode ter surgido em outro lugar antes do primeiro caso detectado, na cidade de Wuhan. A declaração foi feita nesta terça-feira, durante a primeira coletiva de imprensa dos cientistas na China.

publicidade

De acordo com o chefe da equipe de pesquisadores chineses, que também participou das investigações em conjunto com os especialistas da OMS, não há evidências de circulação do vírus na região chinesa antes de dezembro de 2019. Ou seja, Wuhan pode ter sido um dos focos da transmissão, mas não o epicentro da pandemia.

Os especialistas da OMS também descartaram a possibilidade de que o coronavírus tenha sido vazado por acidente de algum laboratório e afirmaram que a hipótese é “extremamente improvável”.

A origem do coronavírus ainda continua um mistério, mas, segundo os cientistas, a transmissão a partir de um animal ainda não identificado é uma das causas mais prováveis.

publicidade