EnglishPortugueseSpanish

Uma nova descoberta de dois cientistas britânicos reforça a ideia de que Marte já abrigou formas de vida. Segundo os pesquisadores da Open University, foi possível detectar vapor d’água escapando da atmosfera do planeta vermelho.

O estudo publicado na revista Science Advances só foi possível graças a utilização do NOMAD, pequeno aparelho que mede a luz que passa pela atmosfera do planeta, que está presente na sonda ExoMars da ESA (Agência Espacial Europeia) e da Roscosmos, sonda russa.

publicidade

Já é amplamente aceito que hoje Marte possui água em suas calotas, ou em seu subsolo, mas acredita-se que antigamente o planeta possuía água em estado líquido, como rios e lagos.

O principal ponto do estudo dos cientistas britânicos é que parte da água contida no planeta vermelho está evaporando na forma de hidrogênio pela atmosfera marciana.

Para Sue Horne, chefe de exploração espacial da Agência Espacial Britânica, as pesquisas são essenciais para apurar os mistérios de Marte e responder se o planeta já abrigou alguma forma de vida.

O coautor do estudo, Manish Patel, apontou que o instrumento NOMAD está mudando fundamentalmente a compreensão dos cientistas sobre a evolução da água em Marte, o que poderá dizer muito sobre o planeta.

publicidade

Tianwen-1: missão chinesa entra em órbita de Marte

A missão interplanetária chinesa Tianwen-1 entrou em órbita de Marte nesta quarta-feira (10), após 202 dias viajando pelo espaço. A espaçonave acionou seu propulsor principal às 8h52 (horário de Brasília), numa manobra de 15 minutos que a colocou em uma órbita elíptica de 400 km x 180.000 km, com inclinação de 10 graus, ao redor do planeta vermelho.

Agora a espaçonave irá reduzir a altitude, chegando a 265 km no ponto mais baixo. Para comparação, isso é pouco mais da metade da distância entre nosso planeta e a Estação Espacial Internacional.

Esta manobra irá permitir que a espaçonave fotografe a região de Utopia Planitia, onde a China irá tentar pousar um robô (rover), com resolução de apenas 50 cm por pixel. Ele está atualmente a bordo de um veículo de pouso (lander) acoplado à Tianwen-1.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!