EnglishPortugueseSpanish

O Facebook anunciou nesta quinta-feira (18) que o Centro de Informações da Ciência do Clima ganhará novos recursos e estará presente em novos países, como Brasil, Bélgica, Canadá, Índia, Indonésia, Irlanda, México, Holanda, Nigéria, Arábia Saudita, Espanha, África do Sul e Taiwan.

Segundo a empresa da Mark Zuckerberg, o centro ganhará uma seção para desmentir mitos climáticos comuns. As dúvidas presentes nesta nova funcionalidade serão respondidas por especialistas em clima das universidades George Mason, Yale e Cambridge.

publicidade

“A desinformação sobre as mudanças climáticas é muito anterior à Internet, mas foi extensamente ampliada em nosso novo mundo digital. Esta nova seção caçadora de mitos do Centro de Informações da Ciência do Clima do Facebook pode ajudar a aumentar a conscientização e o entendimento do público sobre as mudanças climáticas em todo o mundo”, afirmou o doutor Antonhy Leiserowitz, do programa de Comunicação sobre Mudanças Climáticas de Yale.

montagem mostrando que as operações globais do Facebook atingiram emissões zero de carbono e serão 100% suportadas por energia renovável
As operações globais do Facebook atingiram emissões zero de carbono e serão 100% suportadas por energia renovável. Imagem: Divulgação/Facebook

O Centro de Informações da Ciência do Clima tem função de transmitir notícias baseadas na ciência para os usuários do Facebook e já está presente na França, Alemanha, Reino Unido e Estados Unidos.

O Facebook anunciou também que está começando a adicionar alguns rótulos informativos às publicações sobre o clima no Reino Unido, que direcionam as pessoas para o centro e futuramente devem expandir essa abordagem para mais países. “Já direcionamos as pessoas para o Centro de Informações da Ciência do Clima quando elas pesquisam por termos relacionados ao clima e continuaremos fazendo isso onde o centro estiver disponível”, afirmou a empresa.

O doutor Sander van der Linden, da Universidade de Cambridge, enxerga uma grande necessidade nas novas funcionalidades anunciadas pela plataforma. “A disseminação de inverdades prejudiciais põe em risco o nível de cooperação internacional necessário para prevenir o catastrófico aquecimento global. O Facebook está em uma posição única para conter a circulação de desinformação online e a nova seção de ‘caça a mitos’ é um passo importante para desmentir inverdades perigosas”, disse.

publicidade

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!