EnglishPortugueseSpanish

A AMD anunciou a chegada ao varejo de três processadores para máquinas profissionais e estações de trabalho na família Ryzen Threadripper Pro. Anteriormente, os AMD Ryzen Threadripper Pro 3995WX, 3975WX e 3955WX só podiam ser adquiridos em máquinas pré-montadas.

Todos os processadores da linha tem 8 canais de memória e 128 vias PCIe 4.0, além de tecnologias que podem fazer a diferença no mercado profissional como a AMD Memory Guard, que criptografa toda a RAM do sistema em tempo real.

publicidade

O carro-chefe do trio é o Threadripper Pro 3995WX, equipado com 64 núcleos (128 Threads) rodando com frequência variável de 2,7 GHz a 4,2 GHz e TDP de 280 Watts. O 3975WX tem 32 núcleos (64 threads) com frequência entre 3,5 GHz e 4,2 GHz. Por fim o 3955WX tem “só” 16 núcleos (32 Threads) rodando entre 3,9 GHz e 4,3 GHz.

Obviamente, todo esse poder de computação tem seu preço, e ele deixa bem claro que os processadores não foram criados para aquele seu “PC Gamer” dos sonhos. O Threadripper Pro 3995WX custa US$ 5.489 (R$ 31,3 mil), o 3975WX custa US$ 2.479 (R$ 14,1 mil) e o 3955X sai por US$ 1.149 (R$ 6.500).

Por mais altos que pareçam os preços, ele são competitivos. Um Intel Xeon W-3275, com “apenas” 28 núcleos, sai por US$ 4.449 (R$ 25,4 mil). Por mais US$ 1.040 é possível adquirir o Threadripper Pro 3995WX, que segundo a AMD tem desempenho bastante superior.

Chips para desafiar a Intel

Durante sua apresentação na CES 2021 a AMD focou nos processadores para notebooks, um mercado que ainda é dominado pela Intel. Os chips anunciados fazem parte da família Ryzen 5000, são baseados na arquitetura Zen 3 e são produzidos com um processo de 7 nanômetros.

A companhia revelou chips de várias linhas dentro da série 5000, incluindo as categorias Ryzen 3, 5, 7 e 9 (que competem com o i3, i5, i7 e i9 da Intel). Os chips pertencem à família U, que será usada em notebooks ultraportáteis, enquanto os modelos H serão destinados aos laptops mais parrudos, voltados para o público gamer e tarefas exigentes, como edição de vídeo.

Na linha H, o destaque fica com o Ryzen 9 5980HS, que a AMD destaca como “o processador móvel mais rápido no mercado”, o que coloca pressão sobre a Intel no mercado de notebooks para jogos.

O chip conta com 8 núcleos e 16 threads, com clock base de 3 GHz, podendo chegar a até 4,8 GHz com boost. Pelos benchmarks da AMD, o Ryzen 9 5980HS é capaz de superar o i9-10980HK tanto em processamento single-thread quanto multi-thread. Da mesma forma, o chip supera o i7-1185G7, que é de uma geração mais nova.

Fonte: TechRadar