A empresa de cibersegurança Check Point Research alerta para o crescente número de ofertas na Darknet de documentos e artigos falsos relacionados com a pandemia do coronavírus. Agora é possível comprar até falsos certificados de vacinação e resultados negativos de testes de Covid-19.

Alguns anúncios prometem que em menos de 24 horas, os compradores podem adquirir um teste de Covid-19 negativo na oferta “leve 3, pague 2” por 25 dólares, algo em torno de 140 reais.

publicidade

Certificados de vacinação ou testes negativos estão sendo exigidos por muitos países para que viajantes internacionais possam atravessar as fronteiras. É bom dizer que quem utiliza um certificado falso pode estar sujeito à processos criminais…

Além disso, os anúncios comercializando supostas vacinas contra o coronavírus aumentaram 300% desde janeiro, com mais de 1.200 anúncios registrados. Criminosos oferecem os imunizantes da Johnson & Johnson, AstraZeneca, Sputnik e SinoPharm por valores entre 500 e 600 dólares a dose, ou mais de 3.300 reais.

Comprar no “mercado negro” é um negócio arriscado. Além da incerteza sobre a vacina ser real ou não, o comprador não tem nenhuma garantia de que receberá o produto.

E o perigo não para por ai. Caso a “vacina” seja entregue, existe também a questão de como ela foi transportada. Por exemplo, a vacina da Pfizer/BioNTech deve ser mantida a -70º.

Os riscos para a saúde são muito mais reais do que os “vendedores” da darkweb…