Marcos Pontes, ministro de Ciência, Tecnologia e Inovações (MCTI), anunciou nesta sexta-feira (26) que a produção de três vacinas brasileiras avançaram para a fase de “pré-teste” contra a Covid-19.

“O ministério investiu em 15 protocolos, tecnologias diferentes de vacina aqui no Brasil. Nós temos cientistas de altíssimo gabarito aqui no país. A boa notícia é que três dessas vacinas avançaram para pré-teste, vamos chamar assim. Agora estão entrando para fase de testes com voluntários”, disse ele em rápida entrevista para jornalistas em Brasília.

publicidade

Uma das vacinas brasileiras foi desenvolvida pelo pesquisador Célio Lopes Silva, professor titular da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo de Ribeirão Preto, em parceria com as empresas Farmacore Biotecnologia e PDS Biotechnology Corporation.

O pedido protocolado junto à Anvisa (Agência de Vigilância Sanitária) na quinta-feira (25) para que os pesquisadores envolvidos no desenvolvimento do imunizante possam dar andamento às fases 1 e 2 dos testes clínicos, que envolvem a avaliação em humanos. De acordo com Marcos Pontes, inicialmente serão 360 voluntários.

“Do meu ponto de vista deve ter sido uma coincidência que ele [Doria] apresentou em São Paulo, o que é bom para o país. A gente precisa ter várias vacinas nacionais. É importante”, afirmou o ministro de Ciência, Tecnologia e Inovações ao falar sobre a Butanvac, nome do novo imunizante produzido pelo Instituto Butantan, anunciada em coletiva na manhã desta sexta-feira (26) por Dimas Covas, diretor da entidade.

Marcos Pontes disse que o ministério vem financiando pesquisas desde fevereiro do ano passado, mas que teve dificuldades para obter novos recursos no fim do ano e em fevereiro. Ele, então, explicou que remanejou recursos da pasta para o projeto da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo de Ribeirão Preto: “Em fevereiro uma dessas vacinas se adiantou bastante com a Anvisa. Busquei no MCTI recursos de outros projetos para apoiar os testes clínicos”.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!