O teste da Starship SN11, realizado pela SpaceX na manhã de 30 de março, foi marcado por uma densa neblina. Por causa dela, não foi possível ver a espaçonave decolando e não tivemos imagens de câmeras em solo, apenas das instaladas dentro do foguete. Nem sequer o momento da explosão da espaçonave durante a preparação para o pouso foi visível, com as câmeras em solo registrando ao máximo o intenso brilho laranja atrás da névoa.

Mas algumas câmeras em solo, operadas pelos canais do YouTube Cosmic Perspective e Everyday Astronaut, registraram algo tão impressionante quanto a explosão: a chuva de destroços que aconteceu a seguir.

publicidade

O vídeo mostra peças dos mais variados tamanhos caindo do céu, algumas delas quase atingindo as câmeras, acompanhadas do som de metal retorcido.

Segundo Elon Musk, CEO da SpaceX, o acidente ocorreu devido a um vazamento de metano, e a explosão arremessou destroços a até 8 km do local de lançamento.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!