A empresa espacial China Aerospace Science and Industry Corp (CASIC) projetou com pesquisadores do Centro de Pesquisa de Tecnologia de Melhoria da Função Humana um exoesqueleto robótico para melhorar o desempenho dos bombeiros do país, especialmente em incêndios a florestas.

Pensado na praticidade necessária na rotina de um bombeiro, os desenvolvedores prometem que o aparelho pode ser vestido em até 60 segundos. O exoesqueleto tem o peso total de cinco quilos e promete minimizar em até 50% o desgaste físico dos agentes em caminhadas, escaladas e até no transporte de materiais pesados.

publicidade
Bombeiros chineses utilizando exoesqueletos
Bombeiros chineses são equipados com exoesqueletos energizados.
Imagem: Divulgação/ Casic

“Este sistema de exoesqueleto será aplicado para aumentar a capacidade de carga de um bombeiro para até 50 quilos, facilitando seus movimentos em ambientes complicados como áreas montanhosas e na floresta”, apontaram os representantes do projeto.

A empresa espacial compartilhou um vídeo de divulgação onde mostra o exoesqueleto em ação com um homem carregando equipamentos pesados aparentemente sem grande esforço físico graças ao auxílio fornecido pela nova tecnologia. Para conferir o vídeo, clique aqui.

Em novembro de 2020 o Conselho de Estado da China emitiu um apelo para um plano nacional de emergência para incêndios em florestas e pastagens, incluindo a atualização e modernização dos equipamentos de combate as queimadas. Os primeiros aparelhos foram entregues ainda em novembro visando facilitar os trabalhos de patrulha e suporte logístico em regiões de alta altitude.

Leia também!

Esta não é a primeira vez que um aparelho do tipo é usado para situações do gênero. Exoesqueletos foram utilizados por trabalhadores que buscavam cerca de 2 quilos de amostras lunares trazidas para Terra pela sonda Chang’e-5 que posou em uma região de neve na Mongólia Interior em dezembro do ano passado.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!