De acordo com um estudo publicado em março na JAMA Pediatrics, adolescentes que usam drogas são mais suscetíveis a desenvolver transtornos por uso de substâncias (SUD) do que jovens adultos. As substâncias identificadas incluem desde entorpecentes a medicamentos controlados sem prescrição.

SUDs são tipos de transtornos relacionados ao uso de substâncias que envolvem um padrão patológico e levam a consequências econômicas e sociais.

publicidade

Segundo a pesquisa, liderada por Nora D. Volkow, MD, do Instituto Nacional de Saúde dos EUA, foram levados em consideração para a análise o uso de tabaco, álcool, maconha, cocaína, metanfetamina, heroína e medicamentos, como opioides, estimulantes e tranquilizantes, em adolescentes de 12 a 17 anos e jovens adultos de 18 a 25 anos. O grupo usou dados das Pesquisas Nacionais sobre Uso de Drogas e Saúde entre 2015 e 2018 para estimar a prevalência de SUDs específicos.

Os resultados indicaram que o transtorno por uso de cannabis foi maior em adolescentes do que em adultos jovens em todos os períodos examinados. Em números, dentro de 12 meses desde o primeiro uso, 10,7% dos adolescentes tinham transtornos por uso da droga, contra 6,4% dos jovens mais velhos. 

Leia mais:

O mesmo foi apontado para o uso indevido de medicamentos controlados. Em um ano, 11,2 % dos adolescentes tinham transtorno do uso de opioides prescritos, contra 6,9 % dos adultos jovens. Já os estimulantes afetaram 13,9% dos adolescentes, enquanto 3,9% dos adultos jovens apresentaram problemas. Por fim, 11,2% dos adolescentes apresentaram transtornos com tranquilizantes contra 4,7% dos mais adultos. 

“Nossos resultados identificaram adolescentes como altamente vulneráveis ​​a SUDs, apoiando a necessidade de pesquisas para avaliar a eficácia da triagem para uso de substâncias e SUDs em ambientes de atenção primária e o tratamento oportuno disso”, explicaram os autores do estudo.

Fonte: Medical Xpress

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!