Zhang Yazhou é a manifestante chinesa que fez um protesto contra a Tesla no Salão do Automóvel de Xangai. Agora, ela está processando a montadora de Elon Musk e o vice-presidente de operações globais, Tao Lin, por difamação.

Em sua manifestação, entre outras coisas, Yazhou exigia uma indenização como compensação por uma suposta angústia mental causada pela empresa após um acidente.

publicidade

Na conta na rede social Weibo, que é uma versão chinesa do Twitter, a Tesla alegou que Zhang era a culpada pelo acidente. A manifestante não gostou do fato de a empresa ter divulgado os registros de dados do carro dela no momento do acidente. Além disso, ela também reclama do fato de Lin tê-la acusado de ser “muito profissional” em seu protesto e que alguém poderia ter forjado o acidente.

No processo por difamação, Yazhou pede 10 mil yuans ou pouco mais de 8 mil reais da Tesla Xangai, da Tesla Pequim e de Tao Lin como pessoa física. Além disso, ela também exige outros 20 mil yuans por uma demanda que não foi divulgada pela imprensa chinesa.

Ela também pede que as empresas e o executivo se retratem de suas alegações em um pedido público de desculpas, além do pagamento dos custos do processo.

Zhang ainda diz que os três fizeram declarações falsas, espalhadas amplamente na Internet, engananando seriamente a sociedade, e rebaixando a avaliação social dela, o que a deixou sujeita a ataques virtuais.

Bom… vamos ver como o bilionário Elon Musk vai levar esse caso e a gente conta tudo pra vocês, claro.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!