A startup de inteligência artificial Flawless estuda formas de trabalhar a tecnologia de deepfakes para aperfeiçoar a dublagem de filmes e séries de TV. A empresa quer reduzir o volume de informações que é perdida no processo de tradução de uma obra cinematográfica para outros idiomas.

Quem vê filmes dublados muitas vezes estranha o movimento da boca dos artistas, que geralmente não se encaixa com o áudio em outros idiomas.

publicidade

Para tentar resolver isso, a tecnologia da Flawless se concentra apenas na imagem da boca, ao contrário da maioria dos deepfakes, que focam nas características do rosto do ator, como nesse exemplo com o astro Tom Cruise.

O software da empresa é alimentado com imagens do filme original junto com diálogos gravados por humanos em estúdios de dublagem.

A partir daí, os modelos de inteligência artificial criam novos movimentos labiais que correspondem à fala traduzida e os colocam na boca do ator ou atriz.

Os resultados obtidos pela Flawless em testes tiveram uma alta taxa de precisão, com interferências bem pequenas, apesar de perceptíveis.

Se a tecnologia agradar os estúdios, daqui a algum tempo a gente vai assistir filmes dublados muito mais realistas.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!