O Instituto Butantan voltou a produzir, na madrugada desta quinta-feira, a vacina CoronaVac. A fabricação do imunizante estava suspensa desde o dia 14 de maio devido à falta de matéria-prima.

Na terça-feira, um carregamento com 3 mil litros do IFA chegou em São Paulo. Com essa quantidade é possível fabricar 5 milhões de unidades do imunizante.

publicidade

E, nas próximas semanas, devem chegar mais 15 mil litros do insumo, de acordo com o contrato firmado entre o Butantan e o Sinovac Biotech.

Devido ao atraso na produção, alguns estados brasileiros pararam de aplicar a CoronaVac. Muitas pessoas ficaram sem a segunda dose do imunizante que deve ser aplicada quatro semanas após a primeira.
Mas as autoridades de saúde pedem que elas busquem o reforço, mesmo com o atraso.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!