Fenômenos violentos do centro da Via Láctea foram revelados com uma clareza inédita. As imagens da região central da galáxia, divulgadas esta semana, documentam uma linha de raios-X.

Essa linha sugere um mecanismo interestelar até então desconhecido que pode governar o fluxo de energia e, potencialmente, a evolução da nossa galáxia.

publicidade

Segundo os cientistas da Universidade de Massachussets, o local está obscurecido por uma névoa de gás e poeira densa. Por isso, os pesquisadores não conseguem ver o centro, mesmo com instrumentos poderosos, como o Telescópio Espacial Hubble.

Para conseguir captar as imagens, foi usado o Observatório de Raios-X Chandra da Nasa, capaz de enxergar raios-x, em vez da luz visível. Os raios-x conseguem penetrar a névoa, trazendo resultados impressionantes.

As descobertas fornecem a imagem mais nítida de um par de plumas que emitem os raios-x, emergindo da região próxima ao gigantesco buraco negro localizado no núcleo da Via Láctea.

As descobertas são resultado de mais de 20 anos de pesquisa. Saiba como ver mais imagens e ter mais informações sobre o assunto no nosso site, olhar digital.com.br.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!