As imagens registradas pela sonda Juno na órbita de Ganimedes começaram a ser enviadas na última segunda-feira, e os dados completos ainda estão sendo processados pela agência espacial americana. Agora, a Nasa publicou as duas primeiras imagens, com mais material a ser divulgado nos próximos dias.

Ganimedes é nono maior objeto do nosso sistema solar, com diâmetro de 5 mil e 268 quilômetros, o que a torna maior que Mercúrio em termos de volume. O satélite também é o único da categoria a ter um campo magnético próprio e a superfície gelada composta, majoritariamente, de sílica e água. Na verdade, Ganimedes tem tanta água que estimativas de pesquisadores indicam que o volume supera todos os oceanos da Terra combinados!

publicidade

A missão Juno foi lançada em agosto de 2011 e chegou a Júpiter em julho de 2016. O objetivo é estudar a composição, estrutura interna e os campos magnético e gravitacional do maior planeta da Via Láctea, na expectativa de que essas informações ajudem cientistas a entender melhor o processo de formação não só de Júpiter, mas do nosso sistema solar.

Os dados ainda podem ser essenciais no auxílio e navegação de futuras missões em direção a Júpiter, como a nave “JUICE”, que tem previsão de lançamento em 2022.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!