Em meio à crise global dos chips semicondutores, empresas estão fazendo o possível para se ajustar e, de alguma forma, seguir em frente. Na indústria automobilística, que é uma das mais afetadas pela escassez, já é possível notar uma tendência: simplificar os carros e reduzir os equipamentos.

De acordo com a General Motors, uma série de modelos da Chevrolet e Cadillac produzidos na América do Norte vão perder o sistema start-stop para impedir que a linha de produção seja interrompida. A medida vai ter uma série de impactos, inclusive no bolso dos clientes: a remoção do item pode aumentar o consumo de combustível dos carros.

publicidade

Do outro lado do Oceano Atlântico, a Stellantis seguiu a mesma linha de pensamento, mas em uma decisão mais drástica. A segunda geração do Peugeot 308 perdeu o quadro de instrumentos de 10 polegadas totalmente digital e vai voltar a usar um cluster analógico. O curioso é que o quadro digital era justamente a maior novidade da linha 2020 do 308.

Infelizmente, a crise global dos chips semicondutores não tem previsão para acabar.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!