John Kellett, um inventor da cidade de Baltimore, no estado norte-americano de Maryland, criou algumas máquinas que já “comeram” mais de 1.300 toneladas de lixo em sete anos. Chamadas de “Mr. Trash Wheel”, ou Sr. Roda de Lixo, os equipamentos evitaram que todos esses resíduos caíssem no Inner Harbor, um porto histórico da cidade que abriga um centro de ciências com planetário, observatório e um grande aquário.

Kellett projetou uma solução com um princípio bastante simples, unir uma roda d’água com o projeto de uma enfardadeira de feno, o que resultou em um gigante de 15 metros de comprimento e mais de 45 toneladas.

publicidade

A máquina funciona com as correntes aquáticas movimentando os moinhos, o que aciona uma esteira transportadora que recolhe latas, sacolas plásticas, placas de isopor, bitucas de cigarro e outros detritos. Caso a correnteza não seja forte o suficiente para mover os moinhos, a máquina também conta com painéis solares e baterias.

Duas boias longas ajudam a canalizar o lixo para dentro da “boca” do Mr. Trash Wheel, e depois tudo vai para uma lixeira flutuante, que é esvaziada por uma pequena equipe de voluntários.

Foram construídas mais três máquinas como essa, todas instaladas em Baltimore. O primeiro equipamento custou 800 mil dólares, mas versões menores custam a metade disso.

É uma boa idéia para ser adotada em muitos lugares aqui no Brasil, não é verdade?

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!