Uma vespa assassina gigante foi encontrada morta e totalmente seca no condado de Snohomish, no estado de Washington, nos Estados Unidos. Testes de DNA confirmaram que se trata de uma vespa gigante asiática, ou Vespa mandarina. Não se sabe, no entanto, como o inseto chegou a essa região.

Desde então, funcionários do governo de Washington passaram a preparar armadilhas e destruir todos os ninhos que encontram, principalmente nas partes noroeste do estado. A espécie destrói colmeias inteiras de abelhas em apenas algumas horas e representa uma grande ameaça aos ecossistemas locais e à agricultura.

publicidade
Cadáver de vespa gigante
Cadáver de vespa gigante. Créditos: WSDA

“Agora vamos montar armadilhas na área e encorajar cientistas cidadãos a fazer armadilhas nos condados de Snohomish e King. Nada disso teria acontecido se um residente alerta não tivesse tirado uma foto e enviado um relato”, disse o entomologista Sven Spichiger, do Departamento de Agricultura do Estado de Washington.

Os primeiros ninhos de vespas gigantes asiáticas na América do Norte foram descobertos na Colúmbia Britânica, província localizada no extremo oeste do Canadá, e nos Estados Unidos, bem perto da fronteira com o Canadá, no final de 2019 e início de 2020.

Leia mais:

“Este novo relato continua a reforçar a importância dos relatos públicos para todas as espécies suspeitas de invasão, mas especialmente a vespa gigante asiática”, completou Spichiger.

As vespas assassinas dormem no inverno e aparecem novamente em julho. As autoridades de Washington acreditam que essas pragas tenham se espalhado para outras partes do estado. 

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!