Além de testar robôs de entrega, a Amazon agora está considerando investir pesado em caminhões sem motoristas. A gigante do comércio eletrônico comprou 1.000 sistemas de direção autônoma da Plus.ai, startup com sede na Califórnia que trabalha com inteligência artificial (AI) e robotização de veículos.

De acordo com a Bloomberg, a Amazon está tão interessada na tecnologia que também está considerando comprar uma participação de 20% da Plus – um movimento que pode inovar ainda mais em como a empresa realiza a entrega dos seus produtos ao redor do mundo.

publicidade
Amazon vai investir em startup de drone truck Plus. Imagem: Plus.ai/Divulgação
Amazon vai investir em startup de drone truck Plus. Imagem: Plus.ai/Divulgação

A “garantia” dá à Amazon o direito de comprar ações da Plus a um preço fixo de US$ 0,46647 cada por um período de tempo especificado, o que equivale a cerca de 20% das ações em circulação antes da fusão planejada com a SPAC Hennessy Capital Investment Corp. A junção das empresas tem como objetivo ingressar na bolsa de valores, mas contornando o procedimento burocrático de oferta pública inicial (IPO).

Com o apoio da Sequoia Capital, da China, a startup desenvolve tecnologias de direção autônoma para caminhões desde 2016, quando foi fundada por um grupo de ex-alunos da Universidade de Stanford. A Plus é financiada por investidores de várias empresas chinesas, como a Shanghai Automotive Industry Corp, a GSR Ventures Management e a transportadora Full Truck Alliance.

Além disso, a startup colabora com a fabricante europeia Iveco e com a Cummins na criação de um sistema que introduza perfeitamente a tecnologia de piloto automático em caminhões movidos a gás natural.

Com a entrada da Amazon, a Plus espera receber cerca de US$ 500 milhões, incluindo US$ 150 milhões de uma oferta PIPE (investimento privado em ações públicas). Ao todo, o negócio fará com que a startup seja avaliada no mercado em, aproximadamente, US$ 3,3 bilhões.

Leia mais:

Uma das maiores empresas do mundo, a Amazon está obcecada por caminhões-robô há anos. Desde 2019, a empresa sediada em Seattle transporta alguns produtos em transportes autônomos projetadas pela startup Embark. E embora a tecnologia tenha falhado em grande parte de sua campanha publicitária inicial, especialistas (e a empresa) continuam otimistas com o surgimento iminente de veículos sem motorista (e sem defeitos).

Caso o negócio com a Plus for aprovado, seria o exemplo mais recente da Amazon apostando na tecnologia de veículos autônomos. Além de Embark, a gigante do e-commerceinvestiu US$ 500 milhões na Aurora, startup de direção autônoma do ex-chefe da divisão de “carros sem motorista” do Google, além da empresa de vans elétricas Rivian.

Em 2020, a Amazon ainda adquiriu a Zoox, uma startup que está desenvolvendo o próprio veículo autônomo com a finalidade de um serviço comercial de carona compartilhada, tal qual o Uber.

Fontes: The Verge e Bloomberg

Já assistiu aos nossos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!