A Nasa selecionou três novos experimentos científicos que vão partir para a superfície lunar em foguetes particulares por meio do programa Commercial Lunar Payload Services, ou, Serviços de Carga Útil Lunar Comercial.

Um deles é o Lunar Vertex, um módulo de pouso e rover destinado ao Reiner Gamma, uma misteriosa área com “redemoinhos lunares”. Não se sabe como eles se formam ou mesmo o que realmente são, mas os cientistas descobriram que estão associados a regiões de altos campos magnéticos.

publicidade

As outras duas cargas úteis são um par de pacotes científicos com destino à Cratera Schrödinger, uma bacia de impacto no Polo Sul da Lua, no lado oculto do satélite.

Uma delas é a Farside Sismic Suite, que vai levar um par de sismômetros para medir os terremotos lunares e com que frequência o solo lunar é atingido por pequenos meteoróides.

Já a outra é o Lunar Interior Temperature and Materials Suite, que vai sondar como o interior da Lua conduz calor e eletricidade.

Esses experimentos podem ser bem menos impressionantes do que um pouso tripulado, mas são importantes para que a agência recomece a estabelecer a presença humana na Lua.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!