Pessoas familiarizadas com a história da Segunda Guerra Mundial (1939-1945), em especial com a participação do Brasil no conflito, conhecem os cenários e batalhas no Mediterrâneo e Norte da África, como Monte Cassino, a invasão da Sicília e a participação dos pracinhas brasileiros em Monte Castelo. Mas na cultura pop (muito mais centrada na atuação dos Estados Unidos), todo esse teatro de guerra recebe pouco espaço se comparado à retomada da Europa pós-Dia D, a invasão da Rússia e o conflito no Pacífico.

Mas é justamente aproveitando essa falta de representatividade que a Relic Entertainment quer lançar seu game tático de Segunda Guerra mais ambicioso até hoje. ‘Company of Heroes 3’, que está em desenvolvimento e não deve ser lançado até o próximo ano, pretende manter algumas das características principais da franquia, como a humanização do campo de batalha e confrontos cinematográficos, e ampliá-las na maior campanha para um jogador da história da série, com um Mapa de Campanha Dinâmico oferece jogabilidade completa no estilo “sandbox”.

publicidade

Leia a matéria completa

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!