A Casa Branca aumentou a sua luta contra a desinformação sobre vacinas, com o presidente Joe Biden criticando diretamente o Facebook e outras plataformas por permitir a disseminação de fake news, e assim, aumentando o número de mortos devido à pandemia.

Aa ser questionado sobre uma mensagem para plataformas como o Facebook, Biden respondeu: “Eles estão matando pessoas, a única pandemia que temos é entre os não vacinados, e eles estão matando pessoas”. 

publicidade

As declarações de Biden foram feitas após uma campanha coordenada da Casa Branca pressionando o Facebook e outras plataformas a agirem de forma mais agressiva para conter a desinformação sobre as vacinas contra o coronavírus. 

Tanto que na última quinta-feira (15), um relatório do Surgeon General Vivek Murthy convocou as plataformas para instituir penalidades mais rígidas contra contas que compartilham informações incorretas. 

“Eles criaram recursos de produto, como botões ‘Curtir’, que nos recompensam por compartilhar conteúdo emocionalmente carregado, não conteúdo preciso”, pontuou Murthy.

Com isso, vários republicanos se opuseram à pressão da Casa Branca, analisando como um esforço inconstitucional do governo para impor restrições ao discurso do setor privado.

“A Casa Branca está conspirando com o Facebook para censurar os americanos”, explicou o deputado Ken Buck (R-CO), um defensor declarado da ação antitruste contra o Facebook. 

As vacinas para proteção contra a Covid-19 estão disponíveis nos Estados Unidos, porém, as taxas de vacinação diminuíram nos últimos meses. Como resultado, tanto o número de casos quanto as mortes relacionadas ao vírus aumentaram nas últimas semanas, à medida que novas variantes do contágio atingem a população não vacinada.

Fonte: The Verge