Em junho, a Electronic Arts foi vítima de um ciberataque, e teve 780 gigabytes de dados roubados por um grupo de hackers.

Entre esses arquivos, estão o código-fonte de ‘FIFA 21’ e a engine Frostbite, que alimenta títulos como ‘The Sims’ e ‘Battlefield’. Agora, os criminosos começaram a vazar as informações na internet, numa tentativa de forçar a empresa a pagar um resgate.

Os hackers dizem enviaram à desenvolvedora um e-mail onde detalharam as intenções. Como não foram respondidos, decidiram divulgar um arquivo com mais de um gigabyte de dados roubados, que incluem referências à tecnologias utilizadas pela empresa, e informações sobre jogos.

Mesmo assim, a Electronic Arts não cedeu às demandas dos hackers, e ainda garante que não se mostra preocupada com a tentativa de extorsão.

publicidade

Em nota à imprensa, o estúdio afirmou que a estratégia dos cibercriminosos não vai impactar os negócios nem oferece perigo à privacidade dos jogadores, e que continua a trabalhar com as autoridades na investigação criminal em andamento.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!