O que parecia um enorme amontoado de parafusos, peças, maquinário e instrumentos, agora começa a ganhar a forma real de um avião. O X-59 Quiet SuperSonic Technology está em fase de fundição das principais seções, e deve fazer o primeiro voo já no ano que vem.

A aeronave está em construção na Lockheed Martin Skunk Works, em Palmdale, Califórnia, e é projetada para voar a mais de mil quilômetros por hora ao nível do mar, mas sem produzir o “estampido sônico” causado pela quebra da velocidade do som. O barulho pode ser ouvido em solo, e perturbar a população. Em alguns casos, o forte estouro pode até quebrar janelas.

publicidade

Para isso, a Nasa vai trabalhar com as comunidades dos EUA, procurando entender a resposta ao som da aeronave e fornecer esses dados aos reguladores, o que pode mudar as regras que atualmente proíbem o voo supersônico sobre a terra.

Se o impedimento acabar, o projeto pode tornar viável o estabelecimento de uma nova frota de aeronaves supersônicas comerciais. Embora o X-59 seja um avião de piloto único, os fabricantes de aeronaves podem vir a incorporar a tecnologia nos próprios projetos.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!