Na última quinta-feira (5), Bernard Arnault, dono da grife Louis Vuitton, se tornou o homem mais rico do mundo, destronando o fundador da Amazon, Jeff Bezos.

Arnault conseguiu o feito após sua fortuna ser estimada em US$ 196 bilhões – mais de R$ 1 trilhão, na atual conversão – devido uma alta nas ações da marca de vestuário de luxo.

publicidade

Bezos, que tem a fortuna avaliada em US$ 186 bilhões (cerca de R$ 981,4 bilhões), passou para o segundo lugar na lista dos mais afortunados, de acordo com a Forbes.

Bernard Arnault, dono do grupo LVMH
Dono da Louis Vuitton destrona Jeff Bezos e se torna o homem mais rico do mundo. Imagem: Louis Vuitton/Reprodução

Bernard Arnault possui 47% das ações do LVMH, que é o grupo dono de grandes marcas como Louis Vuitton, Christian Dior, Bulgari, Sephora e outros grandes nomes, sendo considerado o maior conglomerado de luxo do mundo.

O grupo viu as ações crescerem sem parar desde janeiro deste ano, com marcas atingindo recordes de vendas. No balanço do segundo trimestre de 2021, a Louis Vuitton atingiu uma receita de US$ 17,4 bilhões, o que representa um aumento de 14% em relação ao mesmo período do ano passado, antes da chegada da pandemia da Covid-19.

Em contrapartida, Jeff Bezos viu o lucro da sua empresa varejista despencar cerca de 7% nas últimas semanas, fazedno com que o patrimônio do bilionário chegasse a sofrer uma perda de US$ 14 bilhões em um único dia.

Leia também!

Essa não é a primeira vez que os empresários trocam de lugar no posto de homem mais rico do mundo e, provavelmente, não será a última, já que oscilações do mercado afetam diretamente a fortuna deles.

Enquanto os dois brigam pelo primeiro lugar, Elon Musk, dono da Tesla e SpaceX, manteve o terceiro lugar com o patrimônio de aproximadamente US$ 160 bilhões.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!