O novo golpe aplicado no Brasil é uma “evolução” de um método que já era usado por cybercriminosos. Antes, eles enviavam faturas falsas por e-mail, e agora eles se aproveitaram da rapidez e facilidade das mensagens por celular e do PIX, que já foi amplamente adotado pela população.

As mensagens chegam por SMS e prometem descontos caso o pagamento seja realizado via PIX. No primeiro golpe identificado, a mensagem informa sobre um suposto desconto na fatura do celular: são oferecidos 35 reais e 90 centavos de abatimento na conta. e o próprio SMS já inclui a chave PIX para realizar a transferência.

publicidade

No golpe mais recente, uma mensagem é enviada ao usuário informando sobre uma união entre as bandeiras de cartões para oferecer descontos de até 40% na fatura. Ao clicar no link da mensagem a vítima é direcionada ao site falso: soumaispix.com, para gerar a conta com o valor reduzido.

A escolha pelo SMS como canal para espalhar o golpe não é à toa. Dados recentes da FEBRABAN, mostram que 51% das transações financeiras no Brasil em 2020 ocorreram com o uso dessa ferramenta.

A empresa de segurança Kaspersky já bloqueou mais de 22 milhões de tentativas de phishing desde a estreia do PIX, em novembro de 2020.
Desse total, 81% das mensagens fraudulentas usam nomes de instituições financeiras, como bancos, empresas de cartão de crédito e corretoras.

Só nos últimos 3 meses, foram identificados e bloqueados mais de 2.400 sites de phishing com o termo “PIX” no nome, e a empresa já bloqueou mais de 2 milhões e meio de tentativas de acesso a estes sites feitos em dispositivos móveis.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!