Eles são os gigantes do mares. Os navios de transporte são vitais para o comércio mundial, mas também estão entre os maiores poluidores.

Mas a tecnologia de motores e combustíveis pode mudar isso.
A dinamarquesa Maersk, maior empresa de transporte de contêineres do mundo, encomendou oito novos navios que podem operar com metanol neutro em emissões de carbono. Esses veículos vão ser construídos pela Hyundai Heavy Industries.

publicidade

As entregas à Maersk devem ocorrer em 2024. Os novos navios vão ter capacidade para transportar 16 mil contêineres e devem navegar entre a China e a Europa pelo Oceano Pacífico.

Aos poucos, os novos navios vão substituir as embarcações mais antigas, o que pode gerar economias de emissões de cerca de 1 milhão de toneladas de carbono por ano.

Cada embarcação custa cerca de 175 milhões de dólares, algo em torno de 919 milhões de reais, 10 a 15% mais caro que um navio tradicional movido a combustível. Mas a empresa e muitas outras que contratam o serviço de transporte já concordaram em pagar mais se for para poluir menos.

O meio ambiente agradece!

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!