Já se é sabido que os substitutos do sal da cozinha costumam ser associados à redução da pressão arterial – a famosa hipertensão ou pressão alta. No entanto, é a primeira vez que um estudo consegue mostrar uma ligação clara entre os produtos e a redução dos problemas causados pelo sal original (100% cloreto de sódio), como ataques cardíacos e derrames.

A pesquisa, que foi publicada no periódico científico New England Journal of Medicine, analisou 21.000 voluntários da China com mais de 60 anos e que sofrem com hipertensão. O resultado mostrou que substituir o cloreto de sódio (sal) por cloreto de potássio (não indicado para quem tem problemas renais), reduziu o risco de derrame em até 14% em adultos com histórico da doença.

publicidade
Estudo comprova que substituir o sal por produtos equivalentes ajuda a controlar a pressão arterial. Imagem: HandmadePictures/iStock
Estudo comprova que substituir o sal por produtos equivalentes ajuda a controlar a pressão arterial. Imagem: HandmadePictures/iStock

O levantamento acompanhou os participantes durante cinco anos. Divididos em dois grupos, um passou o período utilizando substitutos do sal – contendo 70% de cloreto de sódio e 30% de cloreto de potássio –, o outro usou apenas o sal de cozinha normal – 100% cloreto de sódio.

Além do menor risco de derrame, os que usaram o substituto também tiveram uma redução de 13% menos problemas cardiovasculares, incluindo ataques cardíacos e o risco de morte por qualquer causa foi reduzido em 12%, conforme divulgou o jornal britânico The Times.

Vale ressaltar que o estudo avaliou apenas chineses, que possuem uma alimentação diferente da ocidental, com muito mais sódio nas refeições, além de produtos e carnes processadas. Contudo, os especialistas ressaltam que com certeza substituir o sal por um produto com menos sódio pode causar um impacto significativo na saúde do sistema cardiovascular.

Leia mais!

O jornal britânico também informou que o consumo do cloreto de potássio no substituto do sal não foi associado a um risco aumentado de hipercalemia, excesso de potássio no sangue. Durante o estudo, dentre os 21.000 voluntários, 3.000 morreram por derrame.

Acrescentamos que, para quem toma remédios devido a problemas cardíacos, renais ou é hipertenso, é recomendável procurar um médico especialista antes de inserir o ingrediente na dieta, já que o substituto não é vilão, mas também pode não fazer o papel de mocinho no caso de pessoas que tenham problemas de saúde.

Créditos imagem principal: Imagem: Vasiliy Budarin/iStock

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!