Antes de assumir a direção de ‘Shang-Chi e a Lenda dos Dez Anéis’ para a Marvel Studios, Destin Daniel Cretton não tinha interesse em super-heróis e blockbusters com orçamentos gigantes até ouvir o anúncio do personagem asiático que é a figura central da história.

Em uma entrevista enviada exclusivamente para o Olhar Digital, Cretton lembra que assim que se reuniu com o produtor Jonathan Schwartz percebeu que visão que ele tinha de Shang-Chi estava muito alinhada com a do estúdio de cinema.

E para mostrar que diversidade também pode se converter em sucesso de bilheteria, ‘Shang-Chi e a Lenda dos Dez Anéis’ já faturou mais de 71 milhões de dólares em vendas de ingressos só na América do Norte, além de outros 56 milhões de dólares globalmente.

publicidade

Trabalhar sob tanta pressão para que o filme dê certo e vá bem nos cinemas pode parecer assustador, mas de acordo com Cretton, o ambiente no Marvel Studios tem muito mais do que só cobranças e estresse.

Nascido em Haiku, na ilha de Maui, e filho de uma cabeleireira nipo-americana, Cretton só se mudou para o continente norte-americano aos 19 anos. O diretor conta que depois de trabalhar em produções com alguns astros de Hollywood, pensar em dirigir estrelas do cinema asiático como Tony Leung e Michelle Yeoh foi uma experiência intimidadora, até conhecê-los pessoalmente.

‘Shang-Chi e a Lenda dos Dez Aneis’ já está nas salas de cinema de todo o Brasil. Se quiser saber mais sobre o filme, confira a crítica no site do Olhar Digital.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!