Aplicativo do Ministério da Saúde criado para ser uma carteira digital de vacinação, o ConecteSUS está tendo falhas e dificultado a emissão do certificado de imunização para quem já recebeu as duas doses da vacina. No Rio de Janeiro, por exemplo, a capital adiou o uso da ferramenta após erros no app e agora o decreto está marcado para começar a valer a partir da próxima quarta-feira (15).

Os usuários estão relatando erros principalmente na hora de fazer o download do certificado. Além disso, há problemas de login, dados incompletos e lentidão no sistema. Há também relatos de demora para que a segunda dose apareça como aplicada no serviço.

publicidade

Erros no ConecteSUS

Segundo o jornal O GLOBO, funcionários envolvidos no processo de vacinação disseram que os erros estão ocorrendo devido a alta demanda do aplicativo. Como muitos postos de vacinação possuem dificuldade de acesso a internet, o imunizante pode demorar para ficar liberado no sistema.

Leia mais:

“O cidadão que não tiver seu registro disponível no aplicativo em até 10 dias após a data da sua vacinação, deve procurar o local de vacinação ou secretaria municipal de saúde, de sua região, para solicitar o registro e envio de seus dados à RNDS (Rede Nacional de Dados em Saúde). Cabe à pasta a elaboração das políticas públicas de Saúde e as suas diretrizes, e aos entes federados a organização da rede local para a execução das ações”, disse o Ministério da Saúde ao jornal.

Com o avanço da vacinação, a expectativa do órgão é que mais estados e municípios passem a adotar o ConecteSUS para o passaporte de vacinação. A prefeitura do Rio de Janeiro também explicou que trabalha para aumentar a velocidade com que as aplicações constam no sistema e que vai corrigir eventuais falhas.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!