Depois de 3 anos de pesquisas e reunião de dados, foi concluído o primeiro mapa global de alta resolução dos recifes de coral tropicais em águas rasas do mundo. O mapa integra o Allen Coral Atlas, uma plataforma de monitoramento de recifes de coral de livre acesso.

Embora os recifes de coral cubram apenas 1% do fundo do oceano, eles abrigam um quarto de todas as espécies marinhas. Eles também fornecem proteção costeira, segurança econômica e proteína alimentar para milhões de pessoas.

publicidade

O Allen Coral Atlas inclui uma ferramenta de detecção que rastreia eventos de branqueamento de corais quase em tempo real e oferece uma visão geral das tendências e mudanças na saúde global dos recifes de coral.

A equipe que produziu o mapa é formada por cientistas, tecnólogos e gerenciadores de dados norte americanos e australianos, e conta com o apoio e a participação de membros da National Geographic Society, da empresa americana de sensoriamento remoto Planet e da Vulcan, que faz monitoramento e vigilância por drones.

Foram analisados mais de 2 milhões de imagens de satélite de alta resolução, junto com os dados de mais de 450 equipes de pesquisa em todo o mundo.

Os recifes de coral estão entre os ecossistemas mais ameaçados do mundo. Somente nos últimos cinco anos, ondas de calor geraram três eventos de branqueamento em massa de corais, que contribuíram para a perda de 50% deles em alguns locais.

Se nenhuma providência for tomada para diminuir os efeitos das mudanças climáticas, 90% dos recifes de coral do mundo podem desaparecer nas próximas três décadas.

De acordo com pesquisadores envolvidos na iniciativa, a avaliação rápida das áreas de recife fornecida pelo Allen Coral Atlas já está sendo usada para apoiar projetos de conservação em mais de 30 países, como Indonésia, Filipinas, Quênia e Moçambique.

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!