Nos últimos anos, o Facebook tem sofrido ataques que comprometeram a segurança dos dados dos usuários. Agora, a empresa diz que já gastou mais de 13 bilhões de dólares em iniciativas de segurança e proteção desde 2016, e hoje conta com mais de 40 mil pessoas dedicadas a essa tarefa.

A declaração da rede social foi feita após uma reportagem do The Wall Street Journal revelar documentos internos do Facebook que mostram que a empresa tem noção dos efeitos nocivos de sua plataforma e que nem todos os usuários estão sujeitos as mesmas regras.

publicidade

No blog oficial, o Facebook declara que no passado, os desafios de segurança e proteção não eram abordados com antecedência. E afirma que isso mudou totalmente.

O jornal também alega que o Facebook sabia de problemas com postagens falsas sobre a Covid, mas demorou para agir para não perder engajamento. A rede social, por outro lado, se defende dizendo que removeu mais de 20 milhões de postagens falsas sobre a pandemia e chegou a bloquear mais de 3 bilhões de contas.

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!