O Facebook anunciou que um conselho semi-independente da empresa vai revisar o programa “XCheck”, que ficou conhecido após o The Wall Street Journal denunciar que ele é utilizado por celebridades para burlar as regras de moderação da rede social.

O objetivo original do XCheck era enviar posts duvidosos para um conjunto de avaliadores, treinados especialmente para garantir a aplicação das regras do Facebook. Mas não era isso que vinha ocorrendo. O sistema era utilizado por 5 milhões e 800 mil pessoas em 2020, e apenas 10% das publicações enviadas por elas foram verdadeiramente revisadas.

publicidade

Entre os usuários que tiverem posts favorecidos, é possível citar o ex-presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, a senadora Elizabeth Warren e a ativista política Candace Owens. No Brasil, o jogador de futebol Neymar também conseguiu fazer postagens polêmicas sem problemas.

O conselho de avaliação vai produzir um relatório que deve ser divulgado em outubro. Mas o Facebook não é obrigado a fazer mudanças na rede social, nem mesmo se elas forem recomendadas pelo relatório…

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!