O Ministério da Cidadania está enviando mensagens para mais de 627 mil pessoas que receberam o Auxílio Emergencial indevidamente. Quem for informado nesta terça-feira (5) vai receber as orientações de como fazer a devolução do dinheiro.

Vão receber os avisos por SMS, trabalhadores que ao declarar o Imposto de Renda da Pessoa Física (IRPF) geraram DARF para restituição de parcelas do Auxílio Emergencial, mas que ainda não efetuaram o pagamento. Também vão ser notificados aqueles que receberam recursos de forma indevida por não se enquadrarem nos critérios de elegibilidade do programa.

publicidade

Auxílio Emergencial devolvido

“O Governo Federal, por meio do Ministério da Cidadania, utiliza de todos os meios para comunicar e orientar os trabalhadores sobre questões relativas ao Auxílio Emergencial. Abrimos diversos canais e disponibilizamos recursos tecnológicos para sempre ampliar a eficácia do programa, que já repassou mais de R$ 335 bilhões a 68 milhões de cidadãos”, disse João Roma, ministro da Cidadania.

Em agosto, 650 mil pessoas foram notificadas no primeiro lote de devolução do Auxílio Emergencial. “Após o envio do primeiro lote de SMS, foram devolvidos aos cofres públicos aproximadamente R$ 40,6 milhões até o dia 21 de setembro”, disse o órgão.

As mensagens enviadas pelo Ministério da Cidadania contêm o registro do CPF do beneficiário e o link iniciado com gov.br. Elas serão enviadas pelos números 28041 ou 28042. “Qualquer SMS enviado de números diferentes desses, com este intuito, deve ser desconsiderado”, explica a pasta.

Leia mais:

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!