O Twitter suspendeu uma série de contas ligadas a ataques cibernéticos feitos por hackers norte-coreanos. Os criminosos se passavam por pesquisadores de segurança e utilizavam a rede social para acumular seguidores e ganhar credibilidade na plataforma.

Eles foram encontrados pelo Google TAG no começo do ano e passaram a ser monitorados. Além do Twitter, outras redes como o LinkedIn, Keybase e o GitHub também hospedaram perfis falsos do grupo.

A suspeita é que os hackers sejam patrocinados pelo governo da Coreia do Norte.

A ação do grupo começou com a criação de uma falsa empresa de segurança digital, com vários perfis vinculados. A intenção era de conquistar seguidores, que depois recebiam links maliciosos com golpes de phishing.

publicidade

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!