A bola de fogo que cruzou o céu no meio oeste dos Estados Unidos na madrugada desta quarta-feira foi vista por muita gente. Dessa vez, não era um meteoro: a duração do evento foi longa demais.

Seria lixo espacial? Também não, mas foi quase isso. Segundo a American Meteor Society, a bola de fogo era um satélite espião russo que se incinerou na reentrada na Terra.

publicidade

A afirmação só foi possível por que o horário do registro foi exatamente o mesmo previsto da passagem do satélite Kosmos-2551 pela região.

Esse satélite de reconhecimento foi lançado pela Rússia no dia 9 de setembro, mas não ajustou a própria órbita nenhuma vez desde a decolagem, de acordo com o astrônomo e rastreador de satélites Jonathan McDowell.

O Kosmos-2551 pesava cerca de 500 kg e provavelmente foi totalmente queimado na reentrada, e não se espera que nenhum destroço atinja o solo.

Bolas de fogo de lixo espacial, embora frequentemente espetaculares, não são raras.

Uma das imagens mais sensacionais foi registrada em 2008, na reentrada do veiculo espacial Júlio Verne sobre o Oceano Pacífico. O video foi feito por um cinegrafista que estava em um avião que sobrevoava a área especialmente para registrar o evento.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!