A princípio, ninguém sabia se ele seria capaz de decolar. O helicóptero Ingenuity foi enviado a Marte para provar um conceito, de que seria possível construir aparelhos de transporte que funcionassem em atmosferas alienígenas.

E ele completou a tarefa! Voou as cinco vezes programadas. Mas não ficou por aí: neste domingo, ele realizou o 14º voo em Marte, um curto “salto” para testar a possibilidade de operação em uma atmosfera mais rarefeita do que o encontrado até hoje. O voo mereceu um tweet na conta do Laboratório de Propulsão a Jato da Nasa.

publicidade

Marte tem uma atmosfera muito fina, equivalente a 1% do encontrado no nível do mar em nosso planeta. E no inverno marciano, a densidade pode cair em até 25% disso.

Isto representa um desafio gigantesco para o Ingenuity, que não foi projetado para trabalhar em um ambiente tão rarefeito. Os engenheiros da Nasa aumentaram a velocidade dos rotores em 6,4%, para que o Ingenuity conseguisse se manter no ar. Segundo a equipe do helicóptero, o teste também deixa margem para que a rotação seja aumentada no futuro, caso necessário.

Agora, ele ajuda a equipe do rover Perseverance a mapear o terreno, para identificar obstáculos a serem evitados e encontrar locais interessantes para estudar.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!