O governo do Reino Unido defendeu o ritmo e a escala de sua resposta à nova cepa da Covid-19. O secretário de Saúde, Sajid Javid, disse que o uso obrigatório de máscara retornará às lojas e aos transportes públicos na Inglaterra na terça-feira (30).

Além disso, todos os passageiros que chegarem à Grã-Bretanha terão que fazer um teste de PCR para saber se estão ou não com Covid-19. O primeiro-ministro do país, Boris Johnson anunciou as medidas mais duras em uma entrevista coletiva organizada às pressas no sábado, mas não especificou quando elas entrarão em vigor.

publicidade

As autoridades descartaram a reintrodução de regras de distanciamento social e orientação de trabalho em casa. Javid disse que é muito cedo para avaliar a eficácia das vacinas existentes contra o Ômicron, já que os fabricantes de medicamentos se apressam em pesquisar novos tratamentos contra a cepa emergente.

Porém, o governo está buscando a aprovação de seu Comitê Conjunto de Vacinação e Imunização (JCVI) para expandir o lançamento da dose de reforço, encurtando o prazo entre a segunda e a terceira dose e ampliando a faixa etária para todos os maiores de 18 anos.

Ele acrescentou que nenhum outro caso de Ômicron foi detectado no Reino Unido, depois que o governo confirmou os primeiros dois casos, ambos ligados a viagens pela África.

Leia mais:

Fonte: Medical Xpress

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!