Coronavírus

Variante Ômicron faz OMS pedir pelo cancelamento de festas de fim de ano

Por Matheus Barros, editado por André Lucena
21/12/21 15h36

Nesta terça-feira (21), o diretor-geral da Organização Mundial da Saúde (OMS), Tedros Adhanom, fez um apelo para que a população mundial repense as festas de fim de ano por conta do aumento de casos de Covid-19 causados pela nova variante Ômicron.  

“Um evento cancelado é melhor do que uma vida cancelada. É melhor cancelar agora e celebrar depois do que celebrar agora e lamentar depois”, disse Adhanom. “Todos nós estamos fartos desta pandemia. Todos nós queremos passar tempo com amigos e familiares. Todos nós queremos voltar ao normal”, concluiu.  

Leia também!

Durante uma executiva a jornalistas, o representante do órgão máximo de saúde explicou que as aglomerações causadas durante as festas de fim de ano podem levar a um “aumento de casos, à sobrecarga dos sistemas de saúde e a mais mortes”.  

O diretor da OMS afirmou que a organização já possui evidências que a variante Ômicron está se espelhando mais rápido que a cepa Delta, além de estar causando infecções em pessoas já vacinadas e recuperadas da Covid-19.  

Variante Ômicron faz OMS pedir pelo cancelamento de festas de fim de ano. Imagem: Naresh111/Shutterstock

Tedros Adhanom afirmou que a pandemia de Covid-19 deve acabar em 2022 caso 70% da população de todos os países do mundo estejam vacinadas.  

“Nós esperamos que essa doença passe a ser relativamente branda, que seja facilmente prevenida, que seja facilmente tratada”, disse Mike Ryan, principal especialista em emergências da OMS. “Se conseguirmos manter a transmissão do vírus ao mínimo, poderemos acabar com a pandemia”, declarou. 

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!

Deixe sua opinião
Sugeridos pra você
Tags