Nesta sexta-feira (7), a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) aprovou o insumo farmacêutico ativo (IFA) da vacina da AstraZeneca produzido pela Fiocruz. Com a aprovação, o Brasil terá a primeira vacina contra a Covid-19 completamente produzida no país.  

Anteriormente, o IFA era importado de fora do país, o que levou a Fiocruz a atrasar lotes das vacinas da AstraZeneca durante o ano passado. A Anvisa autorizou o produto nacional após compará-lo com o importado e comprovar que os dois tinham o mesmo efeito.  

publicidade

Leia também!

“É uma grande conquista para a sociedade brasileira ter uma vacina 100% nacional para a Covid-19 produzida em Bio-Manguinhos/Fiocruz. A pandemia de Covid-19 deixou claro o problema da dependência dos insumos farmacêuticos ativos para a produção de vacinas. Com essa aprovação hoje pela Anvisa, conquistamos uma vacina 100% produzida no país e, dessa forma, garantimos a autossuficiência do nosso Sistema Único de Saúde [SUS] para essa vacina, que vem salvando vidas e contribuindo para a superação dessa difícil fase histórica do Brasil e do mundo”, disse a presidente da Fiocruz, Nísia Trindade Lima. 

A Fiocruz possui cerca de 21 milhões de doses da vacina produzidas com o IFA brasileiro. As doses estão em diferentes etapas da produção e devem ser entregues ao Ministério da Saúde em fevereiro. 

vacina Covid-19 Fiocruz.
Anvisa aprova insumo da Fiocruz e Brasil terá vacina contra a Covid-19 100% brasileira. Imagem: Fiocruz/Divulgação

O insumo brasileiro está em fase de teste pela Fiocruz desde abril de 2021 e a aprovação pela Anvisa foi a última fase do acordo de transferência de tecnologia da produção da vacina firmado com a Universidade de Oxford, no Reino Unido.

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!