Estatísticas do governo da Suíça apontam que pessoas que não tomaram a vacina contra a Covid-19 possuem um risco de morte quase 50 vezes maior do que as pessoas que receberam a dose de reforço do imunizante.  

O Ministério de Saúde da Suíça coletou dados sobre a taxa de vacinação da população e sobre as mortes causadas pela Covid-19 para elaborar junto ao Our World in Data, organização ligada à Universidade de Oxford, um comparativo entre pessoas que não tomaram a vacina, pessoas com as duas doses e aquelas com a dose de reforço.

publicidade

Leia também!  

De acordo com as informações coletadas desde 27 de janeiro de 2021, o risco de morrer de Covid-19 na Suíça em comparação com quem não se vacinou é nove vezes menor para quem tomou as duas doses da vacina e 48 vezes menor para quem tomou a dose de reforço dos imunizantes.  

Atualmente, o país já vacinou 68% da população com as duas doses do imunizante, e apenas 35% com a dose de reforço. O intuito do governo suíço é aumentar em larga escala estas taxas, principalmente pela nova onda de infecções causada pela variante Ômicron. Na última quarta-feira (19) a Suíça registrou 38 mil novos casos, o maior número desde o início da pandemia.  

vacina covid ômicron
Risco de morte aumenta quase 50 vezes em pessoas que não tomaram a vacina contra a Covid-19. Imagem: DEIVIDI CORREA DE SOUZA / Shutterstock

“Para sair da pandemia, não há atalho. A vacinação é fundamental, inclusive com a dose de reforço, para proteger contra quadros graves da doença”, disse o ministro da Saúde da Suíça, Alain Berset. 

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!